top of page

São Francisco de Assis e a UBT


São Francisco de Assis

Patrono da UBT


04 de outubro: Dia de São Francisco de Assis

Em outubro há várias datas comemorativas, uma, em especial, muito importante para os trovadores. Festeja-se, a 4 deste mês, o “Dia de São Francisco de Assis”, Padroeiro dos Trovadores, motivo pelo qual, nesta Edição decidimos dar a ele evidência.

São Francisco é respeitado por várias religiões pela sua mensagem de paz. Ficou famosa a oração atribuída a ele que começa com os dizeres "Senhor, fazei-me instrumento de Vossa paz...". Reconhecido como santo no mundo todo é adotado como patrono também da ecologia e da paz.


No amor e fraternidade

de São Francisco de Assis,

com certeza a humanidade

seria bem mais feliz!...

Luiz Otávio


Giovanni di Pietro di Bernardoni era seu nome de Batismo, após o retorno de seu pai de uma viagem à França, seu pai decidiu que passaria a chamar-se Franciso em homenagem a aquele país. Nasceu em 26 de setembro de 1181 ou 1182 (a data é controversa), na cidade italiana de Assis. Foi poeta e trovador durante a vida inteira. Com sublime inspiração, soube contemplar toda harmonia radiante do universo. Faleceu, em odores de santidade, no final da tarde de 03 de outubro de 1226.

Luiz Otávio foi fervoroso devoto de São Francisco de Assis tornando-o patrono da nossa entidade. E ao escrever a Declaração dos Princípios da UBT, estabeleceu-os dentro dos princípios de vida de São Francisco de Assis, portanto nossa entidade é regida pelos seguinte princípios:

Simplicidade Sendo a Trova a expressão mais simples da poesia e, pois, um reflexo da alma do Trovador, devemos agir sempre com simplicidade na arte, nas palavras e nas ações.

Amor Nosso padroeiro São Francisco de Assis pregou o amor total. Assim, não nos devemos afastar deste ensinamento. Amor ao próximo, à nossa arte, mas também à UBT. Em outras palavras , fidelidade à nossa agremiação.

Ordem Sem ordem, disciplina, responsabilidade de dirigentes e sócios não poderá haver processo, segurança e paz. Faremos tudo para manter esta ordem, a fim de que possamos atingir nossos objetivos, elevando culturalmente o meio social em que vivemos.

Fraternidade Todas as religiões pregam a fraternidade. O pobrezinho do Assis, ao fundar a sua Ordem, denominou seus companheiros de Irmãos. Nós que recebemos de Deus o dom da Poesia, mais do que ninguém, devemos ser, verdadeiramente, Irmãos Trovadores. Mas se esquecer que a Bondade deve ser justa, o Perdão sem humilhações e a Tolerância sem fraqueza.

Renúncia A Renúncia pode ser resumida em não querer tirar proveito da Associação para si, mas ao contrário, em dar algo de si para a mesma.

Autenticidade Se desejamos fazer parte de uma comunidade devemos ser autênticos. E autenticidade exige lealdade, cooperação e trabalho.

Neutralidade A UBT tem finalidades definidas. Dentro de nossa Associação, os sócios devem abster-se de debates políticos e religiosos. A neutralidade deve ser compreendida, também, no sentido de isenção e imparcialidade, em nossos trabalhos de direção e julgamento.

Comunicabilidade Se a Trova é o gênero mais comunicativo, nós, Trovadores devemos cultivar a comunicabilidade não só entre nós da UBT, mas também, com a sociedade que nos cerca.

Idealismo Temos um Ideal em comum, Ideal simples de espiritualidade e de beleza. Na conquista de Ideal devemos trabalhar com fé e, também, com dinamismo e perseverança.

Sinceridade Se a todos os empreendimentos elevados é indispensável a sinceridade, nós, como artistas e Trovadores, em nossas atividades repudiamos a mentira, a deslealdade, a intriga e a má fé.

Controle Os dirigentes devem saber controlar, com habilidade e segurança, o setor que lhes foi dado para dirigir, zelando pela disciplina, pois dessa atuação, é que decorrem a uniformidade, a unidade e força de nossa Agremiação.

Obediência Obedecer não é humilhante. Há na vida de nosso Padroeiro a lição:- Quem sabe obedecer, aprendeu a vencer-se e a triunfar. A liberdade não afasta os princípios de ordem, disciplina e obediência. Aquele que sabe obedecer, que possui espírito de equipe, que acredita realmente na Lei, é o que poderá, com maior êxito, ser bom dirigente. A obediência aos nossos Estatutos, Regimentos e Declaração de Princípios é o que traz a ordem, a paz, a união, e faz a grandeza de nossa UBT União Brasileira de Trovadores.

Finalizo lembrando-os que Luiz Otávio ao adotar São Francisco de Assis como patrono da nossa entidade, o fez com o intuito de vivermos unidos numa real confraria, onde reine o vigor da caridade, que consiste na compreensão, no respeito mútuo e no incentivo constante, de modo a permitir que a inspiração trovadoresca seja sempre realidade viva na mais dinâmica escola literária de todos os tempos. (Andréa Motta)


Trovas em sua homenagem:


Para um caminho feliz, Sempre coberto de flores Eis São Francisco de Assis, Padroeiro dos Trovadores! Rodolpho Abbud -RJ


São Francisco, trovador, teu exemplo o bem me faz, e eu também rogo ao Senhor ser instrumento da Paz! Thereza Costa Val -MG


Com grande sabedoria meu São Francisco pregava, com os simples aprendia o que aos sábios ensinava. Gilvan Carneiro da Silva –RJ


Bendita mão de Francisco

que acolhe todas as flores;

faz do seu colo um aprisco,

proteção dos trovadores.

Elisabeth Fontes – SC


Foi São Francisco a grandeza do amor cristão e profundo, que, abrindo mão da riqueza, abriu as mãos.. para o mundo! João Freire Filho -RJ


Que a paz estenda o seu braço num mundo calmo e sem risco, seguindo o rumo ao compasso dos passos de São Francisco!... Elen de Novais Felix -RJ


Quisera trovas suaves

para um mundo mais feliz

e conversar com as aves

qual São Francisco de Assis !

Ialmar Pio Schneider –RS


São Francisco fez do nada sua fortuna: a Oração, uma batina surrada, e os três nós do coração!!!

Izo Goldman – SP


No instante em que nossa prece

sobe a escada do infinito,

pela mesma escada desce

a paz que acalma o conflito.

Amália Max-PR


A Trova é bela “oração”

quando em momento feliz,

vibra sob a inspiração

de São Francisco de Assis.

Wandira F. Queiroz - PR


São Francisco, padroeiro

dos pobres ... do trovador.

Sua oração é um celeiro

cheio de paz e de amor.

Juarez F. Moreira da Silva -RJ


Poeta, à porta do Pai,

entra fácil, certamente.

Se São Pedro se distrai,

São Francisco empurra a gente!

A.A. de Assis-PR


Sempre humilde em seus caminhos…

À São Francisco os louvores,

no cantar dos passarinhos,

e também dos trovadores.

Madalena F. Pizzatto - PR

84 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page